Presunto de Barrancos (DOP)

Casa do Porco Preto 1

Historicamente preservado em Portugal, o porco de Raça Alentejana é descendente do mediterraneus javali do sul, derivando do tronco ibérico ou românico e, devido à sua genética e inexistência de cruzamento com outras raças, regista maior capacidade de infiltração de gordura intramuscular. Assim se explicam as nervuras marmoreadas que dão à carne uma untuosidade e textura únicas e um paladar e aroma inconfundíveis.

O Porco de Raça Alentejana pasta em total liberdade no montado durante 14 a 16 meses e alimenta-se de bolota (cerca de sete quilos por dia) e pasto.

(DOP) – Denominação de Origem Protegida encontra-se consagrada pelo uso e a produção deste produto a tempos imemoriais sendo os montados de Barrancos já legalmente protegidos desde 1513. O uso da Denominação de Origem obriga a que o presunto seja obtido de acordo com as regras estipuladas no caderno de especificações, que inclui as condições de criação do porco em regime de montanheira, as suas condições de abate, as regras de transformação dos pernis e a marcação e acondicionamento dos presuntos.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s